A Permeabilidade Seletiva

Ilustração sobre o processo de permeabilidade seletiva

Permeabilidade Seletiva

  • Para a célula permanecer viva, ela deve obter alimentos do meio e nele eliminar excretas.
  • Todas as substâncias que são trocadas entre a célula e o meio devem atravessar a membrana plasmática.
  • A capacidade da membrana de regular as trocas entre a célula e o meio se chama permeabilidade seletiva.

Tipos de transporte

  • A permeabilidade seletiva pode ser realizada através de dois tipos de transportes: o transporte passivo e o transporte ativo.
  • No transporte passivo, as substâncias (íons e moléculas) se movem espontaneamente a favor do gradiente de concentração, sem gasto de energia. As substâncias se movem do meio de maior concentração para o de menor concentração.
  • No transporte ativo, as substâncias se movem contra o gradiente de concentração, nesse tipo de transporte há gasto de energia.
  • A energia é fornecida através da hidrólise do ATP (Adenosina Trifosfato), onde ela é um fosfato é retirado da molécula, obtendo-se energia e formando-se ADP (Adenosina Difosfato) a partir da reação: ATP \rightarrow ADP + P + Energia.

Osmose (Transporte passivo)

  • A membrana plasmática é semipermeável, ou seja, é permeável ao solvente (água), mas é impermeável ao soluto (sais, açucares, etc).
  • A osmose é a difusão da água através de uma membrana semipermeável.
  • Quando duas soluções com concentrações diferentes estão separadas por uma membrana semipermeável, a água passa da solução mais diluída (hipotônica) para a menos diluída (hipertônica), tendendo a uma solução isotônica (com a mesma concentração).
  • Assim, quando a célula está em um meio hipotônico ela tende a absorver água até estourar e quando está em um hipertônico, tende a perder água.

Proteínas transportadoras

  • Macromoléculas (moléculas grandes) especializadas no transporte de substâncias específicas.
  • Existem dois tipos de proteínas transportadoras: proteínas carreadoras e proteínas de canal.
  • Atuam no transporte ativo ou passivo.

Proteínas carreadoras ou permeases

Bombas de Sódio e Potássio

  • A concentração de Potássio (K_+) é vinte vezes maior na célula do que no plasma (meio externo).
  • A concentração de Sódio (Na_+) é vinte vezes menor na célula do que no plasma.
  • Para manter essa diferença de concentração, a célula, por meio de um transporte ativo, elimina Na_+ e absorve K_+.
  • Uma proteína conhecida como Na_+ e K_+ ATPase funciona como bomba, transportando K_+ para o interior e Na_+ para o exterior.
  • É utilizada a energia liberada por meio da quebra do ATP (Adenosina Trifosfato).

Proteínas-Canal ou Porinas

  • São moléculas que formam poros hidrofílicos, também chamados de canais iônicos, que atravessam a camada lípede da membrana.
  • A maioria das porinas é seletiva, permitindo a passagem de íons de acordo com o seu tamanho e com a sua carga elétrica.

Transporte em quantidade

  • Também conhecido como endocitose.
  • É um tipo específico de permeabilidade seletiva.
  • Método para capturar partículas e moléculas do meio por meio de dois processos: fagocitose e pinocitose.

Fagocitose:

  • Englobamento de partículas sólidas por meio da emissão de pseudópodes (expansões do citoplasma).
  • Nos protozoários, como nas amebas, esse processo faz parte da nutrição.
  • Nos animais, representa um mecanismo de defesa, na qual as células, chamadas de fagócitos, englobam e destroem partículas e microorganismos invasores.

Pinocitose:

  • Englogamento de gotículas de líquido.
  • A membrana invagina-se, formando um túbulo.
  • A substância líquida penetra no túbulo, que, por estrangulamentos basais (fechamento da sua entrada na membrana), origina os microvacúolos ou pinossomos.